Livro: A filha da minha mãe e eu



Autora: Maria Fernanda Guerreiro.
ISBN: 978-85-63219-15-2
Editora: Novo Conceito.
Páginas: 272.
Ano de lançamento: 2012.
Skoob // Download
Sinopse: Sensível e tão real a ponto de fazer você se sentir parte da família, A filha da minha mãe e eu conta a história do difícil relacionamento entre Helena e sua filha, Mariana. A história começa quando Mariana descobre que está grávida e se dá conta de que, antes de se tornar mãe, é preciso rever seu papel como filha, tentar compreender o de Helena e, principalmente, perdoar a ambas. Inicia-se, então, uma revisão do passado – processo doloroso, mas imensamente revelador, pautado por situações comoventes, personagens complexos e pequenas verdades que contêm a história de cada um.

* * *

"- Mãe, quero ser sua amiga - eu dizia.
- Nunca vou ser sua amiga. Sou sua mãe. Amiga, você tem na escola." (pág. 64)

Ganhei este livro em um sorteio no ano passado, mas só na última semana de janeiro que eu fui pegar pra ler. O assunto abordado me chama atenção imagino que por eu não ter tido um relacionamento tão passífico com a minha mãe na adolescência. Então eu acho que talvez por isso todo livro ou filme que trate do assunto sempre me interessam. 

"Sempre pensei que fosse possível economizar em gestos e palavras, mas não em sentimentos. 
Isso, ou você tem, ou não tem." (pág. 47)

O livro conseguiu ser bastante surpreendente pra mim em alguns momentos. Logo eu que digo ser dificil de me surpreender. Mas to começando a achar que isso vale mais pra filmes.

"Naquela tarde, descobri que não são os fatos, 
mas as suas interpretações que fazem as pessoas sofrerem." (pág. 26)

Apesar do que possa nos fazer crer o titulo, em A filha da minha mãe e eu não vemos apenas o relacionamento das personagens principais Mariana (filha) e Helena (mãe), como também o da Helena com a mãe e também o da tia de Mariana e sua avó paterna tão problemático quanto ou mais que o das personagens principais.

"Percebi que sentimentos reciclados só servem para constatar a existência dos anteriores." (pág. 108)



"Engraçado como em tão pouco tempo você pode ter os maiores sonhos do mundo e depois, 
por quase nada, acabar completamente sem esperança." (pág. 126)

Mesmo assim o relacionamento delas é bastante problemático. Helena apesar de ser a mãe e de um ponto de vista é uma ótima mãe, não deixa de ser um ser imperfeito cheio de defeitos e bagagens da vida que a leva muitas vezes a descontar na filha seus descontentamentos. Mariana por sua vez, criança e adolescente, não entende as atitudes "estranhas" da mãe e na melhor das intenções parece que só consegue piorar as coisas!

"Muitas vezes não é o que se diz que magoa, 
mas o tom com que você fala que faz toda a diferença." (pág. 100)

Apesar da aflições que essa estória me fez sentir em relação a todos os personagens sofredores no fim das contas acho que tudo que senti foi um certo alivio por ter tido minha mãe apesar de todos os problemas que enfrentamos.

"(...) a impossibilidade definitiva que a morte traz de reparar alguma coisa é, 
muitas vezes, mais dolorida do que a própria morte." (pág. 132)

Considero que seja um leitura muito proveitosa para mães e filhas, principalmente as que tem problemas, para que possam ver talvez, como eu, que existem estórias piores que as nossas então vamos agradecer a Deus a mãe que Ele nos deu!

"Passei boa parte da minha vida alternando entre querer ser igual a minha mãe ou ser tudo o que ela não era. Mas, o mais curioso é que, em ambos os casos, a referencia era a mesma. Ate quando eu queria ser completamente deferente dela, era nela em que eu me espelhava." (pág. 203)



Aproveitando que hoje é dia internacional da mulher resolvi, finalmente, postar sobre este livro que já era pra ser postado a muito tempo! E feliz dia internacional da mulher para nós! Espero que apreciem a leitura assim como eu.
Até mais! Beijos :*

4 comentários

  1. Bianca, vi um comentário antigo que você deixou no meu blog e acho que já respondi por e-mail, mas não tenho certeza, então na dúvida resolvi dar uma passada aqui e responder. O comentário era sobre a opção responder comentários no seu blog, você disse que não conseguiu colocar. O ideal é criar o template com uma base atualizada que já tem essa opção, pois acredito que não é possível habilitar essa opção em bases antigas, pelo menos eu nunca consegui. Caso você queira uma base nova com essa opção eu trabalho com isso e ficaria muito feliz em te ajudar. Meu site de trabalho é o www.inlovedesign.com.br.

    Beijo! :)
    Follow your dreams

    ResponderExcluir
  2. Biih, gostei bastante da resenha..
    e pela capa eu não leria sabia??
    *-*

    ResponderExcluir
  3. Aii adorei. Já li esse livro e gostei bastante. Também terminei com a sensação de agradecimento por ter uma mãe. kkk
    Bloody Kisses
    Monólogo de Julieta

    ResponderExcluir
  4. Uma das resenhas mais bonitas e bem escritas que já li, estou te seguindo, tu escreve muito bem anjo!
    E que vontade que fiquei de ler esse livro! Preciso comprar ele urgente!
    Beijos!
    http://gramatifiquei.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Seja bem-vindo(a)!
Estou muito feliz com sua visita.
Ficarei ainda mais feliz com seu comentário.
Não se esqueça de deixar o link do seu blog para que eu possa conhecer também, ok?
Mil beijos e volte sempre! :*

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...